Moro, que destruiu empregos corrompendo o Judiciário, agora fala em fortalecer instituições

07 de janeiro de 2022 às 17:48

Geral

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos), declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nos processos contra o ex-presidente Lula (PT) na Lava Jato, fez um tuíte cínico na manhã desta sexta-feira (7).

O ex-magistrado, responsável pela destruição de empresas brasileiras e mais de 4 milhões de empregos, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), falou sobre a necessidade de fortalecer instituições.

Sérgio Moro. Foto: Internet/Google/Divulgação

    Cínico, o ex-juiz suspeito ainda colocou   Lula ao lado de Bolsonaro ao dizer que ambos   são responsáveis pelo "enfraquecimento"    das instituições nos últimos anos

Com a quadrilha de Lava Jato, Moro foi responsável pela maior corrupção já vista no Judiciário brasileiro. À TV 247, o desembargador Alfredo Attié, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), afirmou que a corrupção no Judiciário é a mais grave de todas. “É preciso que tudo isso que foi feito pelo Moro, pelo Ministério Público e Polícia Federal, nesta grande armação que foi o lavajatismo, mereça investigação por meio de processos administrativos e judiciais", falou.

O ex-juiz ainda colocou Lula ao lado de Jair Bolsonaro (PL) para dizer que ambos enfraqueceram as instituições nos últimos anos, o que nã é verdade, visto que Lula jamais flertou com o autoritarismo e é reconhecidamente um democrata.

Veja o que declarou Moro: "para termos um crescimento econômico sustentável, forte e duradouro, o fortalecimento das instituições é imprescindível. Nem Lula nem Bolsonaro podem abraçar essa causa, já que são responsáveis pelo seu enfraquecimento, nos últimos anos".

 

Leia a íntegra da matéria no Brasil 247: https://www.brasil247.com/brasil/moro-que-destruiu-empregos-corrompendo-o-judiciario-agora-fala-em-fortalecer-instituicoes

Artigos

Existe um elemento no ano de 2021 que imputou e promoveu uma verdadeira aposta de cancelamentos e desejos para que ele seja mais um ano apagado da memória de milhares de pessoas: A pandemia, que promoveu o desaparecimento definitivo de milhares de pessoas. Sim, mais 365 dias indescritíveis. Para muitos, antes de...
Abrimos 2022 com a sinalização de que viveremos um ciclo de tensão, envolto no cobertor eleitoral. A par das costumeiras escaramuças que o país costuma abrigar sob a teia de uma guerra pelo poder entre protagonistas que lutam para aumentar sua fatia de bolo, desta feita estaremos diante de uma encruzilhada: à...
Na biografia de William Henry Beveridge, escrita por Jose Harris, o pai da seguridade é definido como o profeta da revolução social pacífica. Seria bem esse o escopo da seguridade social: impor a revolução pacífica. Isto é, a transformação da sociedade desde dentro, mediante verdadeiro projeto de inclusão,...
Dicas de Leitura

Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças.   A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável pela trilha sonora do...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade.Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para escolas e instituições, enquanto Raphaela Comisso atua como...
Escolhido pela Carina Rissi para a Caixa 2 da Temporada 2020 do Clube de Romance da Carina, o livro O som do nosso coração (Ed. Record) equilibra humor e emoçãoExistem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma...
ASSINE NOSSO NEWSLETTER