Secretários pedem à Anvisa liberação de autoteste para estudantes

13 de janeiro de 2022 às 18:51

saúde/covid-19/testes

A menos de um mês para o início do ano letivo, a rede municipal de educação do Rio de Janeiro reforça as medidas preventivas para receber os estudantes na volta às aulas com segurança. Hoje (13), a Secretaria Municipal de Educação entregou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) um documento solicitando urgência na liberação do autoteste.

Foto: Internet/Google/Reprodução

A secretaria também manifestou interesse em uma política de distribuição dos testes nas redes de saúde e educação. O documento é assinado pelos secretários municipais de Educação, Renan Ferreirinha, e de Saúde, Daniel Soranz.

De acordo com o secretário Renan Ferreirinha, “os autotestes são mais uma ferramenta para manter as escolas abertas. Em vez de fechar toda uma turma, poderemos identificar e isolar apenas os infectados com mais facilidade, reduzindo ao máximo as interrupções nas atividades. A nossa intenção é disponibilizar os testes para nossos profissionais da educação e alunos, mas tudo depende da autorização da Anvisa”.

 

Outros países

Na cidade de Nova York, o Departamento de Educação começou a distribuir mais de 1 milhão de autotestes para as escolas na última semana, possibilitando a distribuição aos estudantes e aos profissionais de educação com sintomas ou que tenham tido contato com pessoas na sala de aula que testaram positivo. 

O autoteste também está sendo utilizado em Portugal, França, Holanda, Bélgica, Itália, Espanha, Alemanha, Áustria, Bulgária, Argentina, Chile e Peru. O Reino Unido os utiliza amplamente, distribuindo-os gratuitamente em farmácias e em domicílios.

 

Da Agência Brasil

Artigos

Existe um elemento no ano de 2021 que imputou e promoveu uma verdadeira aposta de cancelamentos e desejos para que ele seja mais um ano apagado da memória de milhares de pessoas: A pandemia, que promoveu o desaparecimento definitivo de milhares de pessoas. Sim, mais 365 dias indescritíveis. Para muitos, antes de...
Abrimos 2022 com a sinalização de que viveremos um ciclo de tensão, envolto no cobertor eleitoral. A par das costumeiras escaramuças que o país costuma abrigar sob a teia de uma guerra pelo poder entre protagonistas que lutam para aumentar sua fatia de bolo, desta feita estaremos diante de uma encruzilhada: à...
Na biografia de William Henry Beveridge, escrita por Jose Harris, o pai da seguridade é definido como o profeta da revolução social pacífica. Seria bem esse o escopo da seguridade social: impor a revolução pacífica. Isto é, a transformação da sociedade desde dentro, mediante verdadeiro projeto de inclusão,...
Dicas de Leitura

Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças.   A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável pela trilha sonora do...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade.Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para escolas e instituições, enquanto Raphaela Comisso atua como...
Escolhido pela Carina Rissi para a Caixa 2 da Temporada 2020 do Clube de Romance da Carina, o livro O som do nosso coração (Ed. Record) equilibra humor e emoçãoExistem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma...
ASSINE NOSSO NEWSLETTER